Continuando a apresentar algumas das principais alterações promovidas pela Lei nº 13.467/2017, que entrou em vigor a partir do dia 11 de novembro de 2017, hoje falaremos do preposto, ausência injustificada do empregado na audiência e jurisdição voluntária.

 A Reforma Trabalhista trouxe a regra oposta do consagrado entendimento aplicado na Justiça do Trabalho, são elas:

 – Preposto (arts. 843, § 3º): o preposto poderá ser qualquer pessoa, ainda que não empregado.

– Ausência injustificada do empregado na audiência (art. 844, § 2º): com a ausência injustificada do empregado na audiência, este será condenado ao pagamento das custas, ainda que beneficiário da justiça gratuita, salvo se comprovar que a ausência ocorreu por motivo legalmente justificável.

Ocorre que o pagamento das referidas custas está pendente de decisão no Supremo Tribunal Federal (STF), através de Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5766, ajuizado pelo antigo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

– Jurisdição voluntária (art. 855-B e seguintes – ACORDO EXTRAJUDICIAL): será possível a homologação judicial de acordo extrajudicial, sendo obrigatória a presença de advogado para cada parte (proibido advogado comum para as partes), e, através de petição conjunta.

OUTRAS ALTERAÇÕES DA REFORMA CLIQUE AQUI

 Maria Rosaria Trevizan Baccarelli Sleutjes

Maria Rosaria Trevizan Baccarelli Sleutjes

Advogada