Tribinal de Justiça de São Paulo Reconhece Troca de Mensagens como Prova de Pagamento

A 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo, em recente julgamento, reconheceu a troca de e-mails e mensagens pelo aplicativo Whatsapp como prova de pagamento em espécie em negociação de venda e compra de estabelecimento comercial.

Apesar do Desembargador Relator do recurso afirmar que, por excelência, a prova do pagamento de valores em espécie é o recibo de quitação, nada impede que o devedor comprove o pagamento por outros meios idôneos.

No caso em tela, os Autores propuseram ação cobrando valores que os Requeridos já haviam pagado, em espécie. A comprovação do pagamento se deu por meio da troca de e-mails realizada pelos compradores com a esposa do vendedor; pela troca de mensagens via aplicativo Whatsapp, onde as partes combinavam os valores, as datas e local para o pagamento e, ainda, pelo depoimento de testemunhas, que confirmaram que o Autor da ação ia ao local combinado para recebimento dos valores.

Assim, o Desembargador Relator entendeu que as comprovações diversas do recibo de quitação, isoladamente consideradas, representam somente indícios de prova, porém, dentro do conjunto probatório total, comprovam com segurança, que o pagamento foi efetivamente realizado, como alegado pelos compradores.

Ainda, como os vendedores cobraram valores já quitados pelos compradores, ou seja, cobraram dívida inexistente, foram condenados a ressarcir a quantia em dobro aos Requeridos, como prevê o artigo 940 do Código Civil Brasileiro.

 Processo: 1056057-90.2015.8.26.0100

Compartilhe esse artigo!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn

Esse site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência.
Clique em "Aceitar" para seguir ou "Política de Privacidade" para saber mais.

Iniciar conversa
Fale com a DSG
Olá,
Envie sua mensagem que te retornaremos em breve.

Obrigado!