A demora e a excessiva burocracia que os segurados costumam experimentar para o deferimento de sua aposentadoria é quase uma regra para os médicos. O benefício destes profissionais se torna mais complexo em razão de diversos fatores, como os variados tipos de vínculos de trabalho concomitantes, os diferentes regimes previdenciários, a dificuldade de reunir todas as informações e os documentos necessários, bem como de comprovar as atividades especiais exercidas que influenciarão na aposentadoria.

 Por outro lado, o médico que provar a efetiva exposição aos agentes nocivos químicos, físicos ou biológicos por 25 anos tem direito à aposentadoria especial. Ainda que não tenha completado esse período, o tempo de atividade especial pode contribuir para cumprir os requisitos necessários à aposentadoria por tempo de contribuição sem a aplicação do fator previdenciário, que é muito vantajosa.  

 Portanto, o planejamento da aposentadoria deve ser feito o mais breve possível com um profissional especializado na área previdenciária que auxiliará na organização antecipada dos documentos que serão apresentados no requerimento do benefício, na orientação dos direitos, na apresentação de informações detalhadas da vida contributiva, na inclusão de dados que o INSS não reconheça, e principalmente, apontar a melhor maneira de obter a aposentadoria em cada caso.

 Através de uma parceria, o DSG Advogados oferece a seus clientes a possibilidade de requerer e planejar a aposentadoria, inclusive via internet, o que trará mais tranquilidade e assertividade na hora de tomar decisões importantes relativas ao benefício, a possibilidade de usufruir do benefício no momento correto, de forma mais célere e sem perdas significativas de dinheiro.

Vera Lucia Espinoza Giampaoli

Vera Lucia Espinoza Giampaoli

Advogada

Leia mais artigos deste autor...