Grávida que comete falta grave pode perder garantia de estabilidade

[et_pb_section fb_built=”1″ _builder_version=”3.22″][et_pb_row _builder_version=”3.25″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.25″ custom_padding=”|||” custom_padding__hover=”|||”][et_pb_text _builder_version=”3.27.4″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”]Empregada grávida que comete falta grave pode perder o direito da garantia provisória do emprego. O entendimento do Tribunal Superior do Trabalho restabeleceu, por maioria de votos, justa causa a empregada doméstica gestante que utilizou, sem autorização, produtos de beleza e higiene pessoal da empregadora.

A empregada foi dispensada no quinto mês de gestação depois que a empregadora descobriu, por meio de câmeras, que, na sua ausência, ela usava seus cremes, perfumes, batons e escova de cabelo. Um mês após a dispensa, ela ajuizou reclamação trabalhista, a qual foi julgada improcedente.

O Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, ao examinar recurso da empregada, considerou que o caso não era para justa causa. Ainda segundo os Julgadores, outros requisitos para caracterizar a falta grave, como proporcionalidade, tipicidade e punição anterior, não foram considerados.

A empregadora recorreu ao Tribunal Superior do Trabalho, o qual entendeu pela manutenção da justa causa, tendo em vista que a relação de trabalho doméstico gera um conjunto de direitos e deveres recíprocos que exigem a boa-fé e a confiança, pois envolve aspectos como a intimidade pessoal e familiar e a vida privada.

Apesar da referida decisão parecer relativamente “simples”, por envolver a contratação de uma empregada doméstica no âmbito familiar, a jurisprudência sobre o assunto “estabilidade gestante x falta grave” é importante, pois pode ser aplicada em qualquer relação desta natureza, independente da função e salário da empregada.
[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Compartilhe esse artigo!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn

Esse site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência.
Clique em "Aceitar" para seguir ou "Política de Privacidade" para saber mais.

Iniciar conversa
Fale com a DSG
Olá,
Envie sua mensagem que te retornaremos em breve.

Obrigado!