Reforma Trabalhista– Férias

[et_pb_section fb_built=”1″ _builder_version=”3.22″][et_pb_row _builder_version=”3.25″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.25″ custom_padding=”|||” custom_padding__hover=”|||”][et_pb_text _builder_version=”3.27.4″]Continuando a apresentar algumas das principais alterações promovidas pela Lei 13.467/2017 na legislação trabalhista, que entrarão em vigor a partir de novembro de 2017, hoje falaremos das férias.

– Férias (art. 134 da CLT):

A grande novidade da nova legislação, neste ponto, é o fato que o trabalhador poderá sair de férias até 3 períodos, desde que um dos períodos seja maior que 14 dias e os outros 2 tenham, no mínimo, 5 dias cada um.

A nova lei trabalhista dá mais liberdade para o trabalhador fracionar as férias ao longo do ano, pois o empregado poderá negociar como deseja fracionar as férias diretamente com o empregador.

Com a nova Lei, ainda se mantém a previsão de as férias continuarem sendo concedidas em um período único de 30 dias, mas o fracionamento será permitido se houver acordo entre as partes.

A Lei pretende estimular um ajuste entre empregado e empregador para aquilo que for de interesse comum. Não pode haver coação, obviamente.

Para o fracionamento das férias deverá ser observado os seguintes requisitos:

  • o empregador é quem define o período de férias, mas pode negociar com o colaborador seu fracionamento em até 3 períodos, mediante autorização do empregado, sendo que um deles não poderá ser inferior a 14 dias corridos e os demais a 5 dias, cada um;
  • é vedado o início das férias no período de 2 dias que antecede feriado ou dia de repouso semanal remunerado;
  • a nova Lei revogou a proibição de trabalhadores acima de cinquenta anos em terem suas férias parceladas;
  • o empregador pode optar pelo chamado “abono pecuniário” por até 1/3 das férias;
  • o pagamento das férias e/ou do abono deverá ser realizado pelo empregador até 2 dias antes do início do respectivo período.

OUTRAS ALTERAÇÕES DA REFORMA CLIQUE AQUI

Estamos à disposição para maiores esclarecimentos.

 
[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Compartilhe esse artigo!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn

Esse site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência.
Clique em "Aceitar" para seguir ou "Política de Privacidade" para saber mais.

Iniciar conversa
Fale com a DSG
Olá,
Envie sua mensagem que te retornaremos em breve.

Obrigado!